16 de outubro de 2012

Unhas Quebradiças por Toda Você

Oiee,se tem uma coisa que me deixa sem a minima vontade de cuidar das unhas é quando elas começam a descamar,ainda não fui atrás de um médico para solucionar meu problema,até por que minhas unhas são fortes dificeis de quebrar mesmo descamando,mas já reparei que isso tem haver com a "acetona" que eu uso,não posso usar acetona,só as tais soluções removedoras de esmaltes,só que na falta acabo usando acetona mesmo,e acabei me arrependendo feio,desanima até em pintar,não sei fazer nada na unha além de pintar dona coordenação mandou lembrança 3x,mas quando as unhas estão precárias só tento manter com a base verdinha da Colorama,mas nem isso tem me salvado,além de descamar ainda resseca tudo ou seja uó,bem não sei realmente se é da acetona,mas ela sempre descamou,mas em proporção menor e não era em todas as unhas,vamos entender o que acontece por trás disso!!


UNHAS QUEBRADIÇAS, DESCAMANDO OU QUEBRANDO TEM REMEDIO! OLHA AS DICAS!Cada dia mais o cuidado com as unhas vêem chamando a atenção das mulheres que ficam completamente histéricas quando essas começam a apresentar problemas como descamação, manchas brancas ou quebram a tôa. Para ajuda-la a lidar melhor com esses probleminhas que nem sempre as manicures conseguem resolver fizemos essa matéria!
- Alimentação: É preciso ingerir alimentos ricos em vitamina A, como o leite e seus derivados, cenoura, espinafre e ovos. Estas substâncias fortificam a unha e permitem um melhor crescimento. As famosas “pintinhas brancas” que aparecem nas unhas são uma espécie de aviso do corpo que há a falta de cálcio e zinco.- Nossas unhas são compostas por camadas de proteínas e, quando há esfoliação ou separação destas camadas, devemos ficar atentos. Elas se tornam muito mais frágeis e, assim como qualquer parte do nosso corpo, estão sujeitas a doenças, infecções e deformações.
- Relax baby: O estresse também afeta a saúde das unhas. Tanto homens quanto mulheres com problemas emocionais tendem a ter unhas quebradiças. O fato de roer unha já é um sinal de nervosismo que, além de não fazer bem à pessoa, é uma forma de ingerir inúmeras bactérias.
Pega leve no esmalte:
  • A unha precisa respirar, ou seja, ficar alguns dias sem esmalte”, afirma Gleice, irmã mais nova e manicure há seis anos. A acetona, por exemplo, é inimiga das unhas saudáveis. “Substitua a acetona pelo removedor de esmalte, ele tem formulação mais fraca e danifica menos a unha”, continua Gleice.
  • O mau cuidado e a falta de manutenção das unhas é, certamente, outra causa da doença. Os cuidados podem ser feitos em casa mesmo, você nao precisa ter uma manicure particular para isso.
  • Aposente sua acetona. Além de ser proibida, sua composição química é muito forte e prejudica a saúde da unha. Dê preferência ao removedor de esmalte.
  • Corte as unhas e as iguale com o mesmo tamanho. Só assim você terá um crescimento equilibrado e constante.
  • Lixe as pontas das unhas com muito cuidado para não esfoliar e danificar as camadas de proteína. Não há necessidade de lixar a superfície da unha porque, muitas vezes, isso contribui para enfraquecimento da mesma. Ao invés de utilizar a lixa de metal, prefira a de papel que agride menos a unha.
  • As cutículas não devem ser retiradas em casa. Deixe que a manicure faça isso pelo menos uma vez por mês, afinal elas possuem técnicas especiais para não machucar a unha.
  • Aplique a base fortificante. Se possível, deixe de passar esmalte por alguns dias. Como já foi dito, ele impede que a unha respire.
  • Óleos essenciais de amêndoa e cravo da índia podem ser pincelados no lugar da base. Além de fortificar, eles hidratam as unhas.
  • Reaplique a base (ou o óleo essencial) pelo menos duas vezes por semana. Repita o processo por, no mínimo, um mês.
  • Caso não haja melhora visível e um resultado satisfatório, consulte um dermatologista e siga suas orientações. Remédios, cápsulas de vitaminas e produtos manipulados acelerarão o crescimento de suas unhas.
  • O excesso de sabão deixa as unhas mais sensíveis. Por isso, limite a quantidade durante as lavagens e, se possível, use sabonetes suaves para não agredir a unha.
  • Seque bem mãos e passe hidratante na pele. Sem dúvida, as unhas também serão hidratas neste processo.
  • Quando for lixar, não modele a unha no formato “quadrado”. As laterais arredondadas diminuem as chances das unhas quebrarem.
  • Sempre que possível, use luvas quando estiver em contato com a água – por exemplo, ao lavar a louça. Em casos extremos, evite longas exposições na água, como nadar.

Fonte:Toda Você